Qual a ração ideal para o meu pet?

Escolher uma ração para o seu cachorrinho pode ser uma verdadeira dor de cabeça. Na verdade, isso é mais comum do que parece. Não se preocupe. Mas saiba que é fundamental escolher uma boa ração para o seu cachorro.

A alimentação é a principal responsável para que seu cão (independente da faixa etária dele), seja sempre saudável.
E nós vamos te ajudar com isso hoje. Se você busca mais informações para fazer a escolha correta, leia o artigo até o fim e descubra dicas essenciais para te ajudar na escolha. Invista em uma boa ração.

Como falamos, a alimentação é o principal fator para manter o seu animal saudável. Se você escolher “qualquer ração”, você provavelmente está assumindo um risco que não será visto hoje, mais uma hora “a conta vai chegar”.
Funciona semelhante com nós, tutores: se comermos “porcaria” o tempo todo, vamos pagar o preço uma hora com a nossa saúde.

Por isso, é tão importante que a marca deva ser escolhida com cautela e sempre com o consentimento do seu veterinário de confiança. Por exemplo, a ração a granel, que é uma maneira de comprar grandes sacos de uma vez, de modo mais “econômico”, não é indicada.

Não é uma das opções mais nutritivas e sua qualidade costuma ser baixa. Além disso, nunca saberemos há quanto tempo aquele pacote está lá parado… Por isso, é recomendado optar pelos sacos fechados. E o barato pode até sair mais caro. Com a má escolha de uma ração pode-se levar o cachorro a problemas de saúde muito mais custosos e visitas constantes ao veterinário.

Dicas para Escolher a Ração Ideal para o seu Cãozinho

Para escolhermos a ração ideal para nosso peludinho, devemos aprender a considerar algumas coisas, como: Idade e porte. As marcas de maior qualidade criam variações de suas rações de acordo com idade e porte. Isso não é bobagem. Cada fase da vida do seu peludinho requer nutrientes específicos e o porte dele também é um fator determinante na quantidade desses nutrientes. Leve isso em consideração na hora de comprar o próximo pacote.

Leia a embalagem: Quando for escolher a ração do pet, leia bem a embalagem. Na pressa, é comum não fazer essa escolha com cautela e acabar comprando rações não indicadas por falta de uma leitura com mais atenção.

Leia os ingredientes: Ao ler os ingredientes no rótulo de sua ração, é importante perceber que eles estão listados na ordem de maior e menor utilização na fórmula. Isso significa que os ingredientes no topo da lista compõem uma porcentagem maior do peso da comida de cachorro do que os ingredientes na parte inferior. Então, se na ração listar “peixe” como o 12º ingrediente no rótulo, isso significa que a comida não contém muito peixe e assim por diante.
Rações que começam suas composições com milho, farelo de trigo ou outros carboidratos, ou seja, que não são carne (proteína)… Pense melhor se vale ou não a pena investir. O que uma boa ração precisa conter?

Listamos abaixo componentes importantes que uma ração de qualidade precisa ter.

  • Proteína animal:a proteína animal deve ser sempre o ingrediente número 1 em qualquer alimento para cães. Ela pode ser de carne, frango, peixe, entre outros.
  • Vitaminas:procure ver se a ração apresenta conservantes antioxidantes naturais, como vitaminas C e E. Eles ainda podem se apresentar como Tocoferóis mistos ou Ácido ascórbico. E não podemos esquecer da grande variedade de vitaminas e minerais para manter a saúde ideal do seu pet. Minerais como Ferro, Zinco, Cobre, Manganês, Selenito De Sódio (Selênio) e Cálcio são indicados.
  • Gorduras saudáveis:algumas gorduras saudáveis podem estar presentes da ração, dependendo da marca. E isso é muito bom. É porque as gorduras vêm de fontes saudáveis que incluem alguns ácidos graxos ômega 3 essenciais.
    Procure no rótulo se há a presença das seguintes gorduras: Gorduras animais nomeadas (como gordura de frango, gordura de vaca, etc.), Linhaça (uma boa fonte de ômega 3), Óleo de peixe (uma boa fonte de ômega 3)
  • Legumes e Grãos Integrais:também podem estar presentes em algumas rações. Entre os recomendados estão: Arroz ou Arroz Integral; Polpa de beterraba; Sorgo; Cevada.

O que a ração não deve conter?

Agora que você já sabe os componentes indicados que uma ração deve ter, lembrando que nem todos estes componentes podem estar presentes em uma determinada ração, saiba o que não é recomendado a ração conter.
Apresentamos o que a ração não deve conter. Atente quando está escrito na embalagem: “proteína animal” ou “subprodutos da carne”. Isso não é bom. Ou seja, os subprodutos da carne são uma escolha pouco saudável, e muitos fabricantes a utilizam porque são baratos, e certamente não irão satisfazer a fome do pet.

Atenção quanto estiver escrito: Milho, Trigo e Soja. Essas são composições alimentares baratas e pouco saudáveis que não são facilmente digeridas pelos cães. E quando a ração conter Corantes Artificiais, Sabores ou Conservantes não é uma escolha saudável para o seu cachorro.

As 4 Classificações Utilizadas no Brasil para Categorizar as Rações

No Brasil, há vários tipos de rações. Com tantos tipos e preços, é comum ficar em dúvida. Abaixo conheça as principais classificações das rações:

  • Ração econômica:é a mais barata, e a que contém baixa qualidade nutricional. Certamente não é uma escolha saudável para o seu cachorro. Com o tempo, a sua saúde pode ficar comprometida!
  • Ração standard:no Brasil é uma das mais vendidas. Ela é considerada uma ração intermediária em termos nutricionais, e mesmo tendo um preço ainda acessível não é a mais indicada para o seu cachorro. As proteínas geralmente não são de boas origens.
  • Ração Premium:é indicada, pois a proteína utilizada é boa parte vinda de animais e a composição também é enriquecida com nutrientes de vitaminas de qualidade.
    Geralmente ao procurar por rações boas com preço acessível, essa vai ser uma boa opção.
  • Ração Super Premium:são as mais indicadas. Elas são produzidas a partir da proteína animal de qualidade (a mesma que nós humanos comemos). Sua composição tem ingredientes naturais. Geralmente livre de transgênicos, grãos, corantes e antioxidantes sintéticos. Costuma ter um preço bastante alto, mas se você preza pela saúde e bem-estar do seu amigo peludo, sem sombra de dúvidas, é a melhor opção.

Concluindo…

Agora que você sabe mais sobre as rações para cachorro, é importante que você faça algumas pesquisas sobre o fabricante para garantir o controle de qualidade e o fornecimento adequado de ingredientes.  Se você tiver alguma dúvida não respondida pela embalagem, entre em contato com um representante da empresa.  Se a empresa produz um produto de qualidade, eles estarão ansiosos para ajudar. Algumas empresas também oferecem garantia total caso seu cão não se adapte ao produto.

Se você ama o seu cachorro, significa que deve dar a ele a comida com melhor qualidade que você puder. Lembre-se que algumas raças precisam de mais cuidado com a ração.