Qual o momento certo para o primeiro banho?

Ao adquirimos um novo filhote de uma hora para outra a nossa rotina muda completamente, não é? Além de todo o entusiasmo e alegria que eles nos proporcionam, logo também surgem as preocupações diárias: o que dá de comer? Qual a quantidade certa? Se ele está confortável? E quando posso dar banho pela primeira vez?

Pois é, esta é uma das dúvidas que os donos de pets mais têm sobre seus pets: com quantos dias posso dar banho no meu filhotinho?

 

Primeiro banho em filhotes de cães:

É bastante comum que um filhotinho de cachorro chegue sujo após o período de convivência com a sua mamãe. Isso é perfeitamente normal, pois ele estava na fase de amamentação junto de seus irmãozinhos, e a única forma de limpeza que o filhotinho tinha era a saliva de sua mãe. Desse modo, nós entendemos que tudo o que você quer fazer com ele é banhá-lo e deixa-lo limpinho, não é isso? Contudo, alguns cuidados devem serem tomados durante essa primeira higienização.

Antes de tudo: quanto tempo seu filhote tem? Especialistas recomendam que cachorros tomem banho apenas depois dos 2 ou 3 meses de vida, uma vez que, antes disso, os filhotes ainda são muito sensíveis em relação a possíveis choques térmicos com a temperatura da água, a umidade entre os pelos e, até mesmo, o estresse causado por essa experiência nova na vida deles.

Para higienizar seu filhote, portanto, evite um banho completo e opte por lenços umedecidos, retirando cuidadosamente a sujeira acumulada e reduzindo o mau cheiro.

Passado este período, é interessante que o primeiro banho seja dado em casa, ao redor da família e em um ambiente tranquilo, com as pessoas que o filhote já conhece e confia.

Esse, possivelmente, será o primeiro contato direto dele com a água e, por isso, se sentir seguro é uma boa maneira de associar a experiência a um momento agradável e prazeroso.

Opte por banho em pet shop para filhotes depois que o calendário de vacinação for concluído e, também, quando ele já estiver acostumado a prática.

Checklist de cuidados com seu cachorrinho na hora do banho:

  • Cuidado com a temperatura da água: não pode estar muito gelada ou muito quente;
  • Nada de usar o seu shampoo no filhote! Use apenas produtos de higiene para cachorros;
  • Não jogue água diretamente na cabeça do cão. Água dentro da orelha e nariz pode ser muito perigoso e seu pet certamente se assustará. Para limpar estas regiões, utilize uma toalha úmida;
  • Seja gentil, não vá rápido demais e tenha atenção à reação do cachorro. Alguns se acostumam de primeira, enquanto outros podem ficar estressados;
  • Em caso de muito estresse, interrompa o banho, acalme o pet e tente novamente um outro dia;
  • Aproveite o momento do banho para limpar os ouvidos (sem ir fundo demais no canal auditivo) e escovar os dentes do cachorro (sempre com escova e creme dental específicos para cães),
  • Banho de menos não é bom, mas o excesso também faz mal! A frequência ideal para cães de pelo curto é de 15 dias no verão e 30 dias no inverno. Já para animais de pelo longo, 15 dias em qualquer época.

Primeiro banho em filhotes de gatos:

Alguns dizem que é mito, mas gatos realmente dão conta da própria higiene básica e preferem que seus tutores não interfiram nesta parte.

A língua felina é coberta de pequenas pontinhas (chamadas espículas) que removem os resíduos do corpo e ajudam a espalhar a oleosidade, por isso o famoso “banho de gato” é tão eficaz.

Não são todos, mas grande parte dos felinos se estressa muito em contato com a água, tornando a experiência do banho traumática tanto para eles, quanto para os tutores.

Por conta disso, os banhos em gatos devem ser realizados a cada três meses ou em situações específicas em que o felino tenha de sujado muito.

Banho com frequência somente com a prescrição veterinária, combinado? Já a recomendação de com quanto tempo pode dar banho em filhote felino, é recomendado que seja após seis meses de vida. Qualquer dúvida, procure o médico-veterinário responsável pela saúde do seu pequeno.

 

Checklist de cuidados com seu felino na hora do banho:

  • Gatos tendem a ser ariscos neste momento, por isso, tenha calma. O primeiro contato com a água pode ser através de uma esponja ou uma toalha úmida, passando pelo corpo do felino cuidadosamente para que ele se acostume com a sensação;
  • A temperatura da água deve ser ambiente. Água quente faz mal e gelada também;
  • Utilize uma vasilha para jogar água no gato, sempre devagar e com carinho;
  • Não segure o seu gato pelo pescoço, nem utilize coleira de contenção para banhá-lo. Estas são práticas muito estressantes para o animal e podem causar acidentes graves, como enforcamento;
  • Apenas utilize produtos de higiene específicos para felinos;
  • Dê carinho caso ele demonstre estresse e interrompa o banho se não conseguir acalmá-lo;
  • Caso tudo corra bem, aproveite para escovar os pelos, limpar os ouvidos e aparar as unhas do pet. Peça orientação de um especialista, que pode mostrar a você como realizar todos os procedimentos da melhor forma,
  • Dica extra: nunca apare os bigodes do seu felino! Eles servem para orientação no ambiente e comunicação com outros animais de sua espécie.

Importante: nunca use seu secador de cabelo (nem em filhotes, nem em adultos!) para evitar a umidade entre os pelos do seu pet! Isso pode causar graves queimaduras na pele do animal, além de muito estresse. Para enxugar um cão ou um gato, opte por uma toalha macia e, se possível, aquecida.

 

Se caso as suas dúvidas ainda persistem, venha até ao Hospital Veterinário AdrisseVet e converse com nossos os nossos profissionais para uma melhor orientação.