15 cuidados essenciais com o seu melhor amigo

Os cuidados com cachorro são indispensáveis para fazer a vida do seu pet ser mais saudável, feliz e longa. Até os tutores mais experientes, algumas vezes, cometem erros com os seus cachorros, por isso, iremos explicar quais são os 15 cuidados com cachorro mais importantes, descubra se você já realiza todos e se não, aprenda com a gente.

  1. Calendário de vacinas para cachorro

Algumas doenças podem ser mortais, como a parvovírus ou a cinomose, por isso é imprescindível que qualquer tutor siga estritamente o calendário de vacinas para cachorro, especialmente quando se trata dos cuidados com filhotes de cachorro, pois são muito mais delicados.

 

  1. Plano de desparasitação para cachorros

Os parasitas, tanto internos como externos, estão presentes em praticamente todos os países do mundo e podem atuar como vetores de inúmeras doenças inclusive, algumas delas podem afetar os humanos. É extremamente aconselhável consultar um veterinário de confiança que prescreva o produto mais adequado para o seu cachorro. Embora existam diferentes maneiras de desparasitar os cachorros, com pipetas, sprays ou colares, oferecer um comprimido como uma dupla desparasitação é muito mais aconselhável e eficaz.

 

  1. Passear com seu cachorro

Os cachorros devem passear para socializar, cheirar e fazer as necessidades básicas. Geralmente é aconselhável realizar entre dois ou três passeios ao dia de, pelo menos, 30 minutos cada um. Em nenhum caso, você deve privá-lo dessa rotina ou obrigar que seu cachorro urine em locais específicos, exceto em casos de filhotes de cachorro que ainda não têm as vacinas em dia.

 

  1. Exercícios físicos para cachorro

Além de passear, os cachorros precisam se exercitar para manter a musculatura e canalizar corretamente o estresse. Existem muitas opções, desde esportes para cachorro até ensinar o cachorro a trazer a bolinha. É importante que o exercício seja adaptado a cada indivíduo, presentando atenção especial nas épocas mais quentes, quando o cachorro é filhote, idoso ou está doente.

 

  1. Estimular a inteligência do cachorro

A estimulação mental é tão importante como o exercício físico, pode ser realizada mediante a sessões de adestramento e habilidade canina, ou com o uso de brinquedos específicos. Tudo isso, permite manter a mente do seu cachorro ativa, fomenta o aprendizado, fortalece a sua relação com ele e enriquece o dia a dia.

 

  1. Não deixar o cachorro sozinho no carro

É normal que os tutores de cachorro gostem de levar os seus pets para passear e, sendo assim, transportá-los no carro. Mas, é importante tomar muito cuidado, especialmente no verão, com o interior do carro pois pode sobre aquecer e alcançar altas temperaturas, podendo provocar que seu cachorro sofra de insolação, uma emergência veterinária que pode ser mortal, se não for tratada a tempo. Esse é um dos cuidados com o cão mais importantes e que pode passar despercebido.

 

  1. Alimentação dos cachorros

A alimentação dos cachorros deve ser saudável e equilibrada, por isso, você deve ter especial cuidado pois existem alguns alimentos proibidos para cães que nunca devem ser oferecidos, como chocolate, álcool, cebola, uvas, entre outros. Esses alimentos podem intoxicar e até matar os cachorros. Por outro lado, existe uma lista enorme de alimentos humanos benéficos para os cachorros, como carne, peixe, abóbora e etc.

 

  1. Controlar o peso dos cachorros

O excesso de peso nos cachorros provoca inúmeras consequências para a saúde, diminuindo a longevidade e favorecendo o aparecimento de problemas cardíacos, degeneração das articulações e diabetes. Evitar o sedentarismo, praticar esportes caninos, controlar a quantidade de comida, são algumas das medidas básicas que você deve ter em conta para prevenir a obesidade canina.

 

  1. Adestramento canino

A educação e o adestramento estão entre os cuidados com o cão mais importantes pois, apenas desse modo, você conseguirá que o seu cachorro conviva em harmonia com o entorno, sendo capaz de responder corretamente as indicações dos tutores e mantendo um comportamento adequado.

 

  1. Socialização do cachorro

A socialização do cachorro é uma etapa que começa nas quatro semanas de idade e termina aos dois meses. Nesse período, é fundamental que o filhote de cachorro se relacione com todo o tipo de pessoas, animais e lugares pois, apenas desse modo você conseguirá que o seu cachorro consiga se comunicar corretamente com outros indivíduos e não sofra medos.

 

  1. Nunca castigar fisicamente o seu cachorro

O uso do castigo durante o adestramento ou educação do cachorro é totalmente contraproducente pois aumenta os níveis de estresse, provoca falta de atenção, prejudica o vínculo com o tutor e, ainda, não tem resultado melhor e mais eficaz que o reforço positivo. Ao invés de castigar os comportamentos que desagradam, reforçar e potencializar aqueles que são adequados.

 

  1. Não fumar perto do seu cachorro

Você sabia que a fumaça de tabaco afeta muito os animais? Se você é fumante deve saber que, além da rejeição, a exposição às substâncias presentes no tabaco pode causar irritação, doenças respiratórias, câncer de pulmão, sinusite crônica e alterações cardiovasculares. Ou seja, se você é fumante o mais indicado é fumar em espaços abertos para não prejudicar a saúde do seu pet.

 

  1. Não deixar o seu cachorro sozinho

De forma geral, um cachorro não deveria passar mais de oito horas sozinho ao dia pois, por se tratarem de animais sociais, esse fator pode provocar depressão e aparição de vários problemas de comportamento, como o estresse e a destrutividade. Além disso, na ausência do tutor, o ideal é deixar brinquedos e acessórios para um bom enriquecimento ambiental e assim, melhorar o bem-estar do animal.

 

  1. Higiene do cachorro

Mais um dos cuidados com cachorro, são algumas rotinas higiênicas que você deve realizar para manter o seu cachorro saudável e prevenir o aparecimento de algumas doenças. É possível destacar a escovação, a higiene dental e a limpeza dos ouvidos, como as mais importantes, mas também, realizar banhos regulares e o esvaziamento da glândula anal quando necessário.

 

  1. Entender a linguagem corporal canina

Você sabia que os cachorros se comunicam com os humanos e com outros indivíduos de forma constante? Muitos tutores desconhecem a linguagem corporal canina e os sinais de calma, o que provoca falta de empatia e erros na comunicação, por isso é tão importante conhecer o seu cachorro e entender o que ele quer te dizer.