Cachorro tem noção de tempo?

Nós, humanos, podemos medir o tempo com a ajuda dos relógios que possuímos. E muitos podem medir o tempo de uma maneira aproximada mesmo sem ter um relógio, mas isso acontece porque já possuíram relógios antes e podem ser capazes de associar a luz do dia com a hora do momento. Contudo, os cães vão além de ponteiros em um dispositivo de pulso ou parede, eles medem o tempo através dos ciclos circadianos e da percepção sensorial.

Esses ciclos estão intensamente relacionados com os ciclos de rotação e translação da Terra, pois são eles que marcam a luz e a escuridão ao longo do dia. Portanto, o relógio biológico do animal se associa a esses ciclos, percebendo a luz e a escuridão, e chegando a entender qual o momento do dia que cada instante representa.

Por exemplo, entre as 18h e as 6h, acontecem essas mudanças corporais que o animal é capaz de reconhecer:

  • 16h30 – Máxima pressão sanguínea
  • 19h – Temperatura corporal mais alta
  • 21h – Secreção de melatonina
  • 22h30 – Adeus aos movimentos intestinais
  • 02h da manhã – Sono muito profundo
  • 4h30 da manhã – Temperatura corporal mais baixa

Entre as 6h e as 18h, acontece:

  • 6:45 da manhã – A pressão sanguínea aumenta
  • 7:30 da manhã – A melatonina deixa de ser secretada
  • 8: 30 da manhã – Movimento intestinal
  • 10h – Estado de alerta
  • 14:30 – Boa coordenação
  • 17: 30 da tarde – Eficiência muscular

Esses ritmos circadianos permitem que seu cachorro saiba em qual momento do dia ele está. Além disso, você deve respeitá-los ao educar seus pets, treinando-os ou quando competem, assim, ajudará seu amigo peludo a ter o máximo rendimento físico e mental, sem causar danos de jeito nenhum ao animal.