Conheça a raça felina Bombay

A princípio, você pode confundir o Bombay com uma pantera miniatura. Mas na verdade, esse era o objetivo quando a raça foi projetada nos anos 50 pela americana Nikki Horner: criar um gato de pelo curto, preto, com olhos amarelos marcantes que se assemelhasse com a pantera Bagheera. Para tal, a criadora do Bombaim cruzou as raças Burmês e American Shorthair, tornando-o um exemplo de raça híbrida (junção de duas raças para criar uma terceira com aparência específica). Poucos gatinhos serão tão amorosos e sociáveis como o Bombay, que a todo o tempo está atrás de seus pais humanos para ganhar um colo e carinho. Essa raça se dá super bem com outros pets, crianças e idosos e a maioria dos exemplares adora brincar de “buscar”. Se você procura um gatinho independente, essa mini pantera definitivamente não é a raça certa para um estilo de vida solitário, pois são muito apegados à família.

 

Pelagem

A pelagem do Bombay é curta, possui textura fina, macia e brilhosa. A raça é exclusivamente preta e com o passar dos anos os gatinhos filhotes vão ganhando uma cor mais viva. Não é necessário escová-los todos os dias, escovações semanais são suficientes para ajudá-los a se limparem e evitar formação de bolas de pelo no trato gastrointestinal por se lamberem bastante.

 

Saúde

Em geral, o Bombaim é um gatinho bastante saudável. Porém, por decorrência do cruzamento entre raças, herdou do Burmês um distúrbio genético chamado de defeito craniofacial, que afeta o desenvolvimento do crânio no feto. Logo ao nascer, já é observado o problema e gera dores fortes ao gatinho. Por isso, os criadores da raça devem fazer o teste de DNA nos seus pets para identificar o problema e não o propagar em outras gerações. Outras doenças que podem afetar o Bombay é a cardiomiopatia dilatada, o sequestro de córnea e algumas doenças respiratórias. Portanto, consultas ao médico veterinário são de extrema importância para manter a saúde desse pet em dia.

 

Temperamento

O Bombay não é nada distante e independente, são cativantes, brincalhões, amorosos, alegres e agradáveis a qualquer pessoa da família, principalmente se alguém estimulá-los com jogos e oferecer um colo. Esses gatinhos são muito inteligentes, fáceis de serem treinados e se algo não os agradar, você saberá por seus olhos expressivos. O Bombay requer muita atenção e são espertos em suas tentativas de obtê-la. Conhecidos por sua curiosidade e alta inteligência, eles adoram seguir seus companheiros humanos pela casa e ajudar em todas as tarefas diárias.

 

Inteligência

Como dito anteriormente, o Bombaim é um gato extremamente inteligente e observador. Se estimulado corretamente, irá aprender truques rápidos e comandos. Esses gatinhos adoram brincadeiras de “buscar” e inventar novas maneiras de se entreter. Comandos como subir em móveis e no colo são rapidamente atendidos por esses bichanos que não irá hesitar em ganhar um petisco.

 

Tempo de vida

A expectativa de vida do Bombaim varia de 12 a 16 anos. Porém, é necessário ficar atento à saúde desse gatinho, principalmente quando ele for mais velho.

 

Cuidados

O Bombay não é um gato que exige muitos cuidados. De fácil manutenção, são necessários cuidados padrões com a higiene corporal, oral, alimentação e hidratação. A higiene oral diária evita doenças periodontais. A ração deve ser de boa qualidade e a água deve estar sempre disponível, de preferência em fontes automáticas, pois sabemos que quanto mais água os gatinhos consumirem, menores as chances de desenvolverem problemas renais e urinários no futuro. As vacinas devem estar sempre em dia, assim como as consultas de check-up no médico veterinário.

 

Curiosidades

A criadora do Bombaim, se inspirou na pantera Bagheera da obra “O livro da selva” que deu origem ao desenho “Mogli: O menino lobo” para criar a raça que conhecemos hoje. Outra curiosidade é em relação ao seu nome. Apesar do Bombay ser muito popular nos Estados Unidos, seu nome foi escolhido por conta de uma cidade na Índia, chamada Bombaim.