Gato com soluço, como curar?

Os soluços em gatos geralmente são inofensivos e duram alguns segundos, já que o organismo está preparado para se recompor naturalmente. Portanto, normalmente é melhor não intervir e observar cuidadosamente para garantir que o felino se recupere satisfatoriamente.

Caso você perceba que ele tem alguma dificuldade para se recuperar, ou você veja que o gato tem soluço com muita frequência, o ideal é ir à clínica veterinária. Ocasionalmente, os donos podem ter alguma dificuldade em diferenciar os soluços dos ruídos que o gato pode produzir por ter um corpo estranho preso na sua garganta, portanto, antes de usar qualquer método caseiro, é melhor ter a atenção especializada de um veterinário.

No entanto, é essencial que todos os donos adotem algumas medidas preventivas para evitar que seus gatos sofram um ataque de soluço. Abaixo, resumimos algumas dicas básicas para evitar que o seu gatinho soluce.

Como evitar soluço em gatos

  • Evitar que a água e os alimentos sejam engolidos rapidamente: embora, comer muito rápido, seja um mau hábito mais frequente nos cães, os gatos também podem ter soluços por esse motivo. Para evitar que isso aconteça, é recomendável oferecer a sua comida e água em recipientes maiores, o que reduz o risco de compulsão alimentar, exigindo maior esforço para alcançar o conteúdo interno. Também é importante estabelecer uma rotina regular na alimentação do felino, poupando-o de períodos de jejum prolongado.
  • Evitar o acúmulo de bolas de pelo no seu trato gastrointestinal: Apesar de ser geralmente inofensivo, se o soluço for associado com a dificuldade de remoção de pelo, merece uma atenção especial. O acúmulo de bolas de pelo no trato gastrointestinal do gato pode causar vômitos, constipação e outros desconfortos digestivos. Portanto, é essencial garantir que o gato consiga expulsar as bolas de pelo do seu organismo. Neste sentido, o catnip ajuda a purgar, além de manter uma escovação regular no pelo do gato para evitar a ingestão excessiva de pelos.
  • Descartar possíveis alergias: se você perceber que o seu gato sempre teve soluços ou tem soluços muito intensos, é aconselhável consultar o seu veterinário de confiança sobre os testes de alergia para gatos. Em muitos gatinhos, os soluços podem ser um sintoma de alergia, é importante confirmar se o gato tem alergias e identificar qual o agente que provoca essa reação sensível para estabelecer um tratamento específico ou uma dieta hipoalergênica.
  • Cuidar do frio: os gatos são sensíveis ao frio e, as baixas temperaturas podem prejudicar seriamente a sua saúde, além de causar um quadro de hipotermia. Se queremos evitar soluços e cuidar da saúde do nosso amigo peludo, é importante não expor ao frio e prestar muita atenção ao condicionamento da casa.
  • Proporcionar um ambiente positivo: o estresse e os sentimentos negativos são muito prejudiciais para a saúde do nosso pequeno companheiro. Portanto, uma criação saudável deve incluir um ambiente positivo em que o gato se sinta seguro e encontre as condições ideais para o seu desenvolvimento.
  • Fornecer um medicamento preventivo adequado: as alergias e os distúrbios metabólicos podem afetar o comportamento e causar humores desfavoráveis ​​em nosso felino. Para ser diagnosticado cedo e evitar o agravamento dos sintomas, é essencial fornecer a medicina preventiva adequada ao nosso pequeno companheiro, visitas ao veterinário a cada 6 meses e respeitar o protocolo de vacinação periódica, além de cuidar da sua desparasitação.